Banner

Faça um gatil na sua casaComo fazer cadeirinha de rodasAdaptando seu apartamentoFaça uma coleira com identificadorFaça uma fonte de água para gatosTranformando monitor velho em casaFaça brinquedos para gatosCama feita com calçaCama feita com moletonFaça um comedouro de garrafa petPlante graminha para gatos

15.3.14

Manual do proprietário

Pesquisando na internet eu achei um manual do proprietário, melhor que qualquer outro que eu já tenha visto.  Manuais de proprietário, tipo aqueles "como cuidar do seu gatinho" tem aos montes pela internet, mas ainda não tinha achado um tão completo quanto esse.

Esse manual foi elaborado por criadores da raça Maine Coon, mas as dicas constantes nele podem ser utilizadas para gatos de qualquer raça, inclusive os viralatinhas que resgatamos. Nesse manual encontramos informações não só quanto à banho e tosa, mas também sobre alimentação, passeios, saúde, educação e muito mais.

O manual foi divulgado originalmente em PDF, no site do gatil , mas, resolvi transcreve-lo aqui para facilitar a vida de minhas gateiras queridas!!


  


  

MANUAL DO FILHOTE BR* CARDIGANS


Por Ângela & Renato Stoicov
criadores

  
ALIMENTAÇÃO
Os gatos domésticos são parentes próximos dos felinos selvagens. Na natureza os felinos se alimentam de animais (que são constituídos por proteína, gordura e ossos), e não digerem muito bem as fibras e os carboidratos. Por isso, não ofereça ao seu Maine Coon alimentos derivados de fibras, carboidratos e leite.

- Ração: Lembre-se: "Você é o que você come" e esta afirmação serve também para o seu gato. Portanto, uma ração de ótima qualidade é o mais importante na vida do seu gatão e irá mantê-lo mais saudável, forte e com uma pelagem exuberante. O gatil BR*Cardigans orienta dar ao seu Maine Coon uma ração de qualidade Super Premium. Estes tipos de rações não são vendidas em supermercados, apenas em pet shops especializados. Elas custam um pouco mais caro do que as rações comuns, porém o preço compensa à longo prazo pois possuem tudo o que seu gato precisa para se desenvolver bem e saudável. Os filhotes devem ser alimentados com ração específica para filhotes até 1 ano de idade. Prefira as rações secas.

- Água: Sempre à vontade, fresca e filtrada.

- Não pode ingerir: Leite, doces, carboidratos, papinhas de bebê, chocolate. A ração Super Premium possui TUDO o que seu gato precisa.

- Petiscos: Se você quiser agradá-lo com algo diferente da ração, ofereça petiscos especiais para gatos, à venda em Pet Shop. Mas lembre-se: são petiscos! Oferecer esporadicamente!


SEGURANÇA
Assim como com as crianças, também temos que tomar alguns cuidados com nossos bichinhos de estimação. Algumas dicas a seguir:

- Telas nas janelas: Gatos adoram ficar nas janelas observando a rua e, quando dormem, acabam caindo. Ao alvorecer, os pássaros chamam a atenção dos gatos, que correm para as janelas, e muitas vezes eles caem por distração. As telas previnem que isso aconteça, bem como, evita fugas. Verifique sempre se a tela está íntegra, bem presa e sem espaços grandes entre os ganchos de fixação.

- Automóvel: Fique atento ao sair de carro. Certifique-se de que seu Maine Coon não está embaixo do veículo. O ideal mesmo é não deixá-lo ter acesso ao local onde o veículo fica estacionado. Os filhotes adoram se esconder no motor ou acima dos pneus (eles entram por baixo). Atenção também na hora de fechar a porta do carro, para evitar contusões. Alguns gatos não se sentem bem ao andar de carro (alguns passam mal e podem apresentar vômito ou fazer cocô), por isso, sempre que for levá-lo de carro à algum lugar, leve um rolo de papel absorvente para realizar a limpeza se necessário.

- Rua: Nunca deixe seu gato ter acesso à rua sem sua companhia (sempre na coleira). Na rua ele corre o risco de adquirir doenças, ser roubado, envenenado, vítima de maus-tratos ou atropelado, entre outras coisas.

- Cozinha: Local proibido para gatos. Gatos adoram subir nas coisas e, neste caso, o fogão oferece perigo extremo. Cuidado também com facas, garfos e espetos com as pontas viradas para cima no escorredor de louças.

- Sacolas plásticas: Gatos adoram entrar em caixas e sacolas. Você perceberá isso quando chegar em casa com sacolas de compras. Mas as sacolas plásticas podem causar sufocamento, por isso, evite deixá-las ao alcance de seu gatão.

- Cordinhas, linhas ou fitas: Gatos adoram brincar com estes objetos, porém são perigosos se forem engolidos, causando lesões intestinais graves.

- Portas: Sugerimos a colocação de trava-portas nas portas localizadas em locais que possuem correntes de ar fortes. Se uma porta bater forte num gato, pode causar fraturas graves. 

- Fios elétricos: Uma mordida num fio elétrico pode causar queimadura e até mesmo parada cardíaca devido ao choque. Sugerimos protetores de fios chamados "Organizador de Fios", que podem ser encontrados em supermercados ou lojas de materiais elétricos. Mesmo assim, aconselhamos cautela.


 - Máquinas de lavar roupas, aparelhos de ginástica e outros: Alguns aparelhos domésticos ou de ginástica possuem correias que podem enroscar-se nos pelos dos gatos, puxando-os e causando lesões. Evite que seu gato aproxime-se ou entre atrás destes aparelhos. Muito cuidado também na hora de colocar as roupas dentro da máquina de lavar. Já houveram acidentes em que o filhote foi jogado na máquina junto com a roupa. Atenção também ao arrastar móveis que possuem rodinhas, para não "atropelar" um rabo ou pata que esteja no caminho.

- Plantas: Algumas plantas são tóxicas para gatos. Seguem algumas delas:

 - Agentes Tóxicos: Alguns medicamentos destinados ao uso humano são muito perigosos para gatos, como o paracetamol, diclofenaco, aspirina, benzocaína, entre outros. Nunca medique seu gato sem orientação veterinária. Produtos de limpeza e venenos devem ser mantidos longe do alcance dos animais.

- Altura: Esta história de que gato sempre cai de pé pode até ser verdade. Mas se a altura for muito grande, ele poderá bater forte com o queixo no chão, provocando fraturas de mandíbula e até mesmo fratura de crânio.

- Barulho: Alguns gatos se assustam com barulhos, principalmente barulhos repentinos. Por isso, aconselhamos evitar ligar o aspirador de pó ou secador de cabelos quando alguém estiver segurando o gato no colo. Ele pode se assustar, tentará fugir e poderá arranhar quem o estiver segurando.

- Contenção: Todos os gatos possuem na parte de cima do pescoço, entre as escápulas, uma pele abundante. É por ela que você deve segurá-lo para contê-lo, por exemplo, para dar um comprimido ou para evitar que ele fuja. Segure firmemente a pele e eleve o gato.
Se o gato for muito pesado, apóie-o sobre uma superfície e segure a pele firmemente. Alguns gatos já ficam quietinhos na hora que o seguramos assim. É mais seguro e confortável segurá-lo assim do que puxá-lo ou segurá-lo pelas patas. É por essa pele que a mãe segura os filhotes e que o macho segura a fêmea na hora do acasalamento. Mas se o gato estiver muito agitado e não aceitar que você o segure dessa maneira, aconselhamos enrolá-lo num cobertor ou toalha grossa, mantendo principalmente as patas cobertas.


  
HIGIENE

- Banho: A pele e pelagem do seu gato merecem muita atenção. Prefira dar banho em casa ou num salão de "Banho e Tosa" de sua confiança, e de preferência sempre no primeiro horário do dia, pois está tudo melhor higienizado. Sugerimos que você leve os utensílios de uso único do seu gato (toalha, escova, pente, escova de dentes), e xampu e condicionador de boa qualidade.

- Tosa: Normalmente não se tosa o Maine Coon. Faz parte da beleza e do padrão da raça a pelagem natural. A tosa higiênica feita em salões de banho e tosa retira pelos que identificam a raça do seu gatão, como os pelinhos da base das patas e da região traseira das patas de trás. Mas se você quiser, peça apenas para tosar ao redor dos "países baixos" . Não recomendamos a tosa completa. A pelagem nos animais tem a função de protegê-los do frio e de manter a temperatura corporal normal no calor. Estudos revelam que alguns animais entram em depressão quando tosados.

- Secagem: Nunca deixe a pelagem do seu Maine Coon secar naturalmente. Prefira sempre a secagem com secador apropriado. Isto previne a instalação de fungos.

- Escovação: O Maine Coon possui uma pelagem de fácil cuidado, que não necessita ser escovada diariamente. Uma ou duas vezes por semana é o suficiente. Prefira as escovas que não possuem bolinhas de borracha nas pontas das cerdas. O Gatil BR*Cardigans não recomenda o uso de rasqueadeiras. Os pentes metálicos também são uma boa opção.

- Caixa de Areia: Os gatos PREFEREM fazer xixi e cocô na caixinha de areia, desde que esta esteja limpa. O gatil BR*Cardigans sugere as areias feitas de sílica, pois duram mais tempo e controlam o odor com perfeição. Porém, alguns gatos se adaptam melhor com outros tipos (pedrinhas, granulados, madeirinha...). Faça alguns testes e deixe-o ajudar você a escolher. Coloque a caixa num lugar longe da comida e da água. Sugerimos o seguinte esquema:
A- Para cada esquema de pelo, utilizar duas caixas. Em uma delas, fazer furos no fundo com uma broca de 6mm, e uma distância de aproximadamente 2cm entre os furos;
B- Na caixa sem furos colocar 1/3 do pacote de areia do tipo "madeirinha", feita de pinus;
C- Coloque a caixa com furos sobre a "madeirinha";
D- Na caixa furada, coloque 1 pacote inteiro de areia do tipo "sílica". Utilize a areia de grãos grandes, para que não passem pelos furos;
E- Pronto. Então é só retirar o cocô com a pá e desprezar. Já o xixí, irá atravessar os furos e vai parar na caixa debaixo. Este esquema ajuda a manter o ambiente sem cheiro algum de xixí e dura muito mais tempo. E o gato não molha as patinhas.

- Dentes: Os filhotes de gatos trocam os dentes por volta dos 3 à 6 meses de idade. Recomenda-se a escovação dos dentes 1 ou 2 vezes por semana para evitar cáries e tártaro, que podem levar à perda de dentes. Animais que comem ração seca possuem menor chance de desenvolver tártaro. Peça ao seu veterinário para avaliar a dentição do seu gato regularmente. Existem técnicas para remoção de tártaro através de procedimentos realizados com laser. Consulte seu veterinário.

- Unhas: Extraí-las é uma crueldade, além de proibido – é crime (Resolução 877 do CFMV baseado no artigo 32 da Lei 9605/98). Na cirurgia não se remove só a unha, mas sim toda a última falange - é como se arrancasse a ponta dos nossos dedos. Além do mais, gera distúrbios comportamentais, como o excesso de mordidas. A remoção das unhas pode também causar diminuição da trofia muscular das patas dos gatos, já que ao afiar as unhas, os gatos treinam a musculatura. As unhas devem ser cortadas a cada 15 dias ou sempre que necessário. Cortar somente a pontinha para evitar sangramentos e infecções. A figura a seguir mostra a área rosada da unha onde estão as veias, artérias e nervos, e a área onde deve ser cortada.

 - Orelhas: Limpar as orelhas sempre que necessário com uma solução especial para este fim. Aplicar nas regiões externas e internas das orelhas com uma gase ou algodão umedecido com a solução.

- Limpeza à seco: Alguns gatos podem se sujar em ocasiões que você não tenha tempo para dar banho. Recomendamos limpar a região com lenços umedecidos e aplicar talco em grande quantidade. Depois de seco, escovar bem. Não deixe o gato lamber o talco.

- Limpeza do ambiente: Cada pessoa tem preferência por um produto para limpar sua casa. É importante que você mantenha limpo o ambiente onde você e seu Maine Coon vivem. Porém, tenha cuidado com alguns produtos que podem ser tóxicos para seu gato ou crianças. O gatil BR*Cardigans recomenda o uso do produto Herbalvet®, pois limpa, desinfeta, desodoriza e rende muito (1 pra 500). É um produto especial para limpeza de áreas comuns à animais. À venda em pet shops. Leia as instruções antes do uso.


SAÚDE

- Vacinas: O gatil B*** entregou seu filhote com as primeiras vacinas em dia. Agora, você deverá vaciná-lo todos os anos, na data correta, com a vacina múltipla e com a Anti-Rábica. Fique atento às datas. Nenhuma vacina é garantia de proteção. Apesar de ser a melhor forma de prevenir contra as doenças, a vacinação é apenas uma parte do processo de imunização, ou seja, de proteção. Recomenda-se não deixar seu gato entrar em contato com "gatos de rua" ou não vacinados. E se você for adotar um novo gatinho, antes de colocá-lo junto ao outro, leve-o ao veterinário para um exame clínico e de sangue para FIV e FeLV. Evite submeter seu gato á outras situações de estresse no dia da vacinação (banhos, passeios...). E mantenha-o sob observação por 12 horas após a vacinação. Qualquer sinal de reação (respiração ofegante, edema facial, palidez, gengivas ou lábios arroxeados), ligue ou leve-o imediatamente ao veterinário.

- Vermífugo: Assim como as vacinas, o gatil BR*Cardigans já vermifugou seu filhote. Porém é importante dar o vermífugo para seu gato sempre que indicado. Siga as recomendações do seu veterinário.
- Pulgas: Seu gato pode pegar pulgas se tiver acesso às ruas, contato com animais infestados ou em salões de "banho e tosa". Existem xampus e medicamentos que ajudam a sanar o problema e até mesmo preveni-lo. O ambiente onde o gato vive também deverá ser limpo e desinsetizado.

- Imunidade: Mudanças de ambiente e convívio, situações de estresse, calor excessivo podem diminuir a imunidade do seu gato. Por isso, evite expô-lo a estas situações. E fique sempre atento às mudanças de comportamento, manchas de pele, perda excessiva de pelos ou em áreas específicas com descamação de pele, nariz seco, olhar opaco, secreção nas orelhas, perda de apetite, fezes amolecidas ou com sangue e urina muito escura. Estes sinais podem indicar algum problema. Leve-o imediatamente ao veterinário.


CONFORTO

- Em casa: Providencie uma caminha aconchegante e quentinha para seu Maine Coon dormir nos dias de frio, pois no verão ele irá preferir mesmo o piso frio. Alguns gostam de dormir dentro da pia do banheiro. Outros preferem dormir junto ao dono, na cama. Não deixe seu companheiro dormir fora de casa (quintal, sacadas, garagens). O Maine Coon gosta de se sentir protegido, assim como você.

- No carro: O gato solto dentro do carro pode entrar embaixo/atrás dos pedais de comando enquanto você estiver dirigindo. Prefira transportar seu Maine Coon sempre dentro de caixa ou bolsa de transporte apropriados. É mais seguro pra ele e pra você.

- Banho de sol: Gatos adoram tomar sol, mas não o deixe exposto por muito tempo, principalmente os gatos de pelagem clara. O sol da manhã é o mais saudável.


DIVERSÃO

- Brinquedos: Existem inúmeros brinquedos produzidos para gatos à venda em pet shops. Evite brinquedos com peças muito pequenas e que podem ser engolidas. Os brinquedos feitos com cordinhas ou fitas devem ser usados apenas quando você estiver supervisionando, pois podem causar enforcamentos ou o gato pode engolir a corda ou fita.

- Catnip: É uma planta que podemos chamar de "erva do gato". Nela existe um ingrediente chamado Neptalactone que atrai os felinos. Não é tóxica e nem causa dependência. Você poderá encontrar Catnip nas versões liquida (spray), saquinho com a erva seca, e brinquedos que já possuem a erva em seu interior. Os gatos ficam rolando e "caçando" o brinquedo enlouquecidamente! Ele adoram!

- Arranhadores: Utensílio indispensável na casa de um Maine Coon. É melhor ter um bom arranhador do que um "bom sofá". Recomendamos também os tapetes de sisal.
- Companhia: O Maine Coon é um gato que adora a companhia humana ou de outros animais. Ele estará sempre com você. Nunca o deixe por muito tempo sozinho. O Gatil BR*Cardigans sugere que você tenha mais um gatinho (de qualquer raça ou sem raça definida) para que sejam companheiros. Ambos devem estar saudáveis, vacinados e sem acesso às ruas.


EDUCAÇÃO

- Não pode!: Para ensinar seu Maine Coon a não fazer coisas que você não deseja, uma dica legal é deixar sempre à mão um borrifador com água. Assim, sempre que ele fizer o que não pode, você deve borrifar a água 1 ou 2 vezes sobre ele e dizer num tom forte, "Não!", provocando uma sensação desagradável.

- Pode!: Um carinho nas horas de bom comportamento o estimula a fazer o que pode!


PARTICULARIDADES, DICAS E INFORMAÇÕES

- Viagem: O Gatil Cardigans não recomenda que seu gatão seja deixado em "hotelzinho" quando você for viajar. Gatos são diferentes de cachorros – no hotelzinho não será possível "passear" com seu gato. Isto significa que, se você for viajar por 15 dias, por exemplo, ele ficará preso numa gaiola por 15 dias. E quando você voltar, seu gato poderá estar doente. Também não recomendamos levá-lo se você não tiver certeza de que o lugar para onde você for seja absolutamente seguro para ele (telas). Então, o que fazer? Gatos não gostam de sair de casa. Então, sugerimos que você o deixe em casa e que peça a alguém (parente, vizinho, empregada...) que vá lá uma vez ao dia para trocar água, repor comida, limpar a caixinha de areia e brincar por alguns minutos com o gato. Esta prática é muito melhor para seu gato e muito mais barato do que pagar "hotelzinho" (ou até tratamento veterinário caso ele fique doente por ter ficado tanto tempo longe de casa).

- Bolas de pelo: Os gatos são criaturas limpas e o seu novo gatinho passará aproximadamente 5 horas por dia lambendo-se; é assim que eles se limpam. Ao fazê-lo, ele irá engolir os pelos soltos. Na maioria das vezes isso não irá causar nenhum problema e os pelos passarão pelo aparelho digestivo normalmente. Mas algumas vezes os pelos permanecem no estômago criando uma bola de pelo, e o gato irá vomitá-la. Se você nunca viu um gato vomitando uma bola de pelo, poderá se assustar ao ver pela primeira vez. Mas não se preocupe. Isso faz parte da natureza deles. Uma ração de ótima qualidade reduz muito o número de bolas de pelo expelidas. Existem também algumas pastas à base de malte que podem ajudar à eliminar estas bolas. Mas este produto deve ser recomendado por um veterinário, pois se for oferecido ao gato de maneira errada, poderá causar diarréia.

- Ronronar: O ronronar dos gatos confunde quem não conhece felinos, e estas pessoas acham que o gato tem asma devido ao som emitido ao ronronar. Ninguém ainda sabe a função exata do ronrom, mas acredita-se que os gatos o fazem em momentos de prazer, quando você o acaricia, por exemplo, ou quando o filhote está mamando.

- Pelos nas roupas: Para remover pelos das roupas ou estofados sugerimos utilizar luva de látex, escovinhas especiais ou fitas adesivas. Outra dica muito útil é adicionar um copo de álcool na máquina de lavar, no ciclo de enxágüe das roupas. Mas antes contate o fabricante da máquina para saber se isso pode danificá-la.

- Toxoplasmose: Mais de metade da população mundial tem anticorpos específicos contra este parasita, o que significa que estas pessoas estão ou já estiveram infectadas (com ou sem sintomas). A toxoplasmose pode ser adquirida pela ingestão de água, alimentos contaminados (carnes cruas ou mal passadas, leite, vegetais...), através da mãe para o feto, mas não se transmite de uma pessoa para outra. O gato é considerado um portador do parasita: ele não desenvolve a doença, mas a transmite. Segue abaixo a maneira pela qual uma pessoa pode adquirir esta doença através de um gato:

1) É necessário que o gato já esteja contaminado, ou seja, que ele já tenha ingerido os oocistos do protozoário. Por isso recomendamos alimentá-lo apenas com ração e não deixá-lo ter acesso à rua.
2) É preciso que o cocô do gato já esteja exposto de 1 à 5 dias, pois é o tempo que os oócistos levam pra se tornarem infectantes. Um bom dono nunca deixa a pelo suja por muitas horas.
3) É necessário que você tenha contato direto com as fezes contaminadas (mão direto no cocô), e à leve à sua boca. Utilize pás para retirar o cocô da pelo e sempre lave as mãos após o procedimento.
Portanto, diferentemente do que muita gente pensa, o gato não é o grande vilão desta história. A chance de se contrair toxoplasmose através do seu gato é muito pequena.
Infelizmente, ainda existem médicos ginecologistas/obstetras desinformados que recomendam às mulheres grávidas que se desfaçam de seus felinos para que elas não contraiam toxoplasmose e não passe para o feto. Milhares de felinos são abandonados no mundo devido à falta de informação destas pessoas. Se você pensa em engravidar ou já estiver grávida, os cuidados acima citados são o suficiente para que você e seu bebê se protejam. Além de tudo, mantenha seu gatão sempre limpinho e tenha cuidado com alimentos que podem estar contaminados.

- Asma: Para uma pessoa asmática, pelos de animais, poeira, perfumes e fumaça podem ocasionar irritação. Os ácaros que ficam impregnados nos pelos dos animais, no sofá, cortinas, tapetes, almofadas também podem causar alergias. Portanto, um animal e uma casa sempre limpinhos ajudam muito a reduzir as crises alérgicas. A saliva do gato também pode desencadear crises alérgicas.

- Microchip: O microchip é uma minúscula cápsula implantada sob a pele do animal de forma indolor. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, o microchip não funciona como um radar ou GPS. Ele carrega em seu interior um número exclusivo que identifica o animal num banco de dados. Este número pode ser lido através de um leitor de microchip que os veterinários normalmente têm. No banco de dados onde estará cadastrado o número do microchip do seu gato, será possível encontrar todos os dados dele, como nome, endereço, vacinas, entre outros.

- Castração: Existem inúmeras vantagens de se castrar seu pet precocemente. Algumas delas são:
* redução da incidência de tumores de mama se a fêmea for castrada antes do primeiro cio; nas gatas não castradas, a ocorrência deste tumor é sete vezes maior do que em gatas castradas;
* evita o desenvolvimento da Piometra (infecção uterina que pode levar à morte);
* evita ninhadas indesejadas e a superpopulação de animais abandonados;
* foi constatado que a castração precoce atrasa o fechamento das epífises ósseas, o que significa que o animal permanece em fase de crescimento por mais tempo, e com isso tem estatura ligeiramente maior do que teria se não fosse castrado. Isto é uma vantagem para os Maine Coons;
* a demarcação de território com urina é uma característica marcante em machos (e em algumas fêmeas) não castrados. A castração precoce prevenirá que eles tenham este comportamento;
* gatos castrados precocemente não fogem à procura de acasalamentos;
* machos castrados nunca terão tumores testiculares.

- Estofados: O Gatil BR*Cardigans prefere não comentar esse assunto! ...rsrsrs. Adquira um bom arranhador e... boa sorte!

***


RECOMENDAMOS TAMBÉM:

a) Ração:
- Filhotes até 1 ano de idade: Premier Filhotes Pelos Longos Salmão ou Frango.
- Adulto (após 1 ano de idade): Premier Adultos Pelos Longos Salmão ou Frango, Premier Gatos Castrados ou Premier Light se seu gatão estiver gordinho.

b) Comportamento:
- Feliway: O uso contínuo do Feliway auxilia na prevenção ou redução de marcação urinária, arranhaduras, dificuldades no transporte, falta de interação. O produto está disponível em spray ou difusor.

c) Areia:
- Recomendamos a areia do tipo sílica.

d) Fonte de água:
- A maioria dos gatos gosta de bebem água quando esta fica em movimento. Por isso existem inúmeras fontes de circulação de água disponíveis nos pet shops. Recomendamos acrescentar na água, a cada troca, 2 gotas de solução de hipoclorito de sódio para cada 1 litro de água. Esta solução é encontrada nos supermercados, na seção de hortifrúti. Utilizamos o produto chamado Hidrostéril.

e) Potes de água e comida:
- Não recomendamos a utilização de potes de plástico, pois alguns gatos desenvolvem um tipo de reação alérgica. Prefira potes de porcelana, vidro, cerâmica ou inox.

ATENÇÃO:

a) Antibiótico Enrofloxacina (nome genérico):
Segundo estudos, este medicamento pode causar cegueira irreversível em felinos se utilizado na dosagem errada. Pesquise o nome comercial e converse com o veterinário caso este medicamento seja receitado, pois é muito utilizado no tratamento de infecções. Veja artigo:
(http://caatinga.ufersa.edu.br/index.php/acta/article/view/1198/715)

b) Vacinação:
Alguns gatos podem apresentar reação alérgica/anafilática á vacina, que em alguns casos pode ser fatal. Recomenda-se manter o gato sob observação nas 12 horas seguintes ao recebimento das vacinas. Caso algum sinal de reação seja apresentado (inchaço de face, vermelhidão ocular, aumento no ritmo respiratório, náuseas, vômitos, sonolência e falta de apetite), leve-o imediatamente ao veterinário. Evite vaciná-lo no mesmo dia do banho.


***

Os itens contidos neste manual tiveram como fontes uma coletânea de citações da internet, livros e experiências de pessoas conhecedoras do assunto. Estas citações foram interpretadas e publicadas neste manual.
Este manual acompanha o filhote BR* Cardigans e não pode ser vendido separadamente.
O objetivo é transmitir aos proprietários de gatos, os cuidados necessários e dicas de segurança, higiene, conforto e saúde.
Consulte sempre um veterinário de confiança.
As marcas registradas dos produtos citados neste manual são apenas recomendações do Gatil BR* Cardigans e não são patrocínios. 

Reprodução

É proibida a reprodução total ou parcial deste manual sem prévia autorização. Se permitida, os créditos deverão ser dados ao Gatil BR* Cardigans Maine Coon Brasil


Autorização e Créditos:

Gatil BR* Cardigans Maine Coon Brasil
Criadores: Ângela & Renato Stoicov
www.cardigans.com.br
e-Mail: angelastoicov@yahoo.com
Copyright
©BR*Cardigans Maine Coon Brasil, 2008
  





4 comentários:

  1. Oi, estou adorando o seu blog. Adquiri recentemente uma gata persa e é a primeira vez que estou criando um gatinho por isso estou sempre pesquisando sobre o assunto. Abraços

    ResponderExcluir
  2. Bom dia! O meu bebê usa o banheiro furba, de quanto tempo de uso, seria ideal para estar lavando esse banheiro, uso areia progato super Premium. O revolution 6% é mensal? Ainda não vi ele vomitar bola de pelo,tem 6 meses.

    ResponderExcluir
  3. Bom dia! O meu bebê usa o banheiro furba, de quanto tempo de uso, seria ideal para estar lavando esse banheiro, uso areia progato super Premium. O revolution 6% é mensal? Ainda não vi ele vomitar bola de pelo,tem 6 meses.

    ResponderExcluir